Personalizando o apê | Como pintar sua parede

Desde que nos casamos nossa atenção focou exclusivamente em um novo brinquedo que tínhamos em mãos: um apartamento inteirinho, todo branco pra gente fazer o que quiser (pelo menos até o período da locação). Então, nesse último final de semana demos um novo passo que já vínhamos namorando há algum tempo: pintar a parede da nossa sala.

No sábado de manhã acordamos, tomamos café e fomos a uma loja de tintas em busca de um tom de cinza que pudesse manter o estilo da nossa nova morada. O resultado você pode ver abaixo, junto com algumas dicas caso queira inventar moda em seu cafofo também.

VAI PINTAR? ENTÃO NÃO SE ESQUEÇA DE TER EM MÃOS PELO MENOS :

  • 1 pincel para parede de uns 5 cm e um rolo grande de 23 cm. O pincel é bom para as quinas e o rolo é melhor para o corpo da parede.
  • Um balde de plástico para misturar a tinta. Tem umas bandejas mais propícias, mas o balde segura a onda.
  • Uma fita crepe espessa de 5 cm para cobrir os cantos, os batentes de porta e os rodapés.
  • Muito papel ou papelão para cobrir o chão.

1fc6bd0c-1f86-4238-b22f-41f60d1845de

Felizmente, todos os utensílios acima conseguimos emprestado com nosso querido casal Paulindy, então não tivemos esse gasto. Mas para quem quiser comprar, existem uns “kits pintura” que são vendidos na internet por menos de R$ 100 e vem com tudo isso.

A tinta: Compramos a Coral Decora Premium – cor Cultura Grega. Uma latinha de 800 ml foi suficiente para aplicarmos duas mãos de tinta na parede. Importante: não se esqueça de medir toda a superfície a ser pintada. Você vai precisar fazer o cálculo de quanta tinta precisará a partir dessas dimensões. Leve as medidas. O vendedor saberá te ajudar.

Antes: parede branca de 2,70 x 2,80 menos a medida da porta (não se esqueça de tirar as tampas das tomadas e adesivá-las com fita).

14798853_1103702566346353_1203265543_nFaça seu desenho. Em nosso caso pensamos em além de pintar, criar uma trama geométrica com fundo cinza. Nossa decoração da sala é quase toda em preto e branco, por isso pensamos em explorar uma das paredes com um grande painel geométrico. Caso vá fazer alguma interferência na área, lembre-se de calcular bem o tamanho de cada elemento. Uma dica é usar uma escala e fazer leves marcações de lápis na parede, indicando onde será o vértice de cada elemento.14793972_1103702569679686_1398552005_n14826257_1103702556346354_1013754765_n

Pinte primeiro os cantos e quinas. Em nosso caso dividimos: enquanto um ia pintando as laterais com pincel o outro foi pintando a parede com o rolo.14804787_1103702559679687_1855558159_n14794211_1103702576346352_1069450406_n

Primeira demão: é quando você termina de pintar e acha que vai dar tudo errado, porque a pintura não fica uniforme como o ideal. Nesse ponto, espere 4 horas até dar a segunda aplicação de tinta. Momento de tensão.

14826267_1103710509678892_1201230138_nSegunda demão: o resultado já é muito mais homogêneo. Em alguns casos pode ser necessário mais uma demão, mas no nosso não foi. A cor ficou boa e uniforme. Por isso, se possível, compre uma tinta premium, fica um pouquinho mais caro mas o resultado e menor esforço compensam.

14805369_1103702589679684_1503026356_nHora de começar a tirar as fitas: Primeiro paciência para puxar com calma, principalmente nos cantinhos. Depois com jeito para não deixar a fita partir enquanto é retirada. Apreensão e o medo de ficar uma m*.14793769_1103702599679683_186981239_n14813709_1103702643013012_378282307_n

10 horas depois, o resultado:
14793711_1103702663013010_1034296047_n14825680_1103702659679677_1601457483_n

14794166_1103702653013011_552239240_n Dá um trabalhinho e a sujeira acompanha o tempo todo (do corpo ao chão), mas ficamos muito felizes. Encontramos a identidade que queríamos para deixar um espaço importante da casa com a nossa cara. Ainda estamos aprendendo, mas valeu para o primeiro teste. E o custo da brincadeira? R$ 37,51 (R$ 31,51 da tinta mais R$ 6,00 da fita crepe). Vale a ou não vale a pena?

 

10 motivos para você fazer uma festa de casamento

14355683_1742354542696631_5628163884895394468_n

É caro, é trabalhoso, é desgastante, gera conflito, estresse e confusão. Mas por mais que você ache que não, fazer uma linda festa de casamento (independente do tamanho), ainda vale a pena. Antes de acontecer, confesso, não é tão fácil acreditar, mas depois que passa você tem a absoluta certeza que valeu cada gota de suor e cada centavo e que, provavelmente, passaria por tudo isso novamente, só pra ter mais 6 horas especiais como essa. Para você que ainda não se decidiu se fará ou não uma festa de casamento, elencamos aqui 10 motivos para você dizer sim (à festa, aos noivos e à uma noite diferente de todas as outras).

 

1) UM PROJETO COMUM

Planejar um casamento não é fácil e por isso depende de um planejamento detalhado, com inúmeras variantes. Mas isso não é ruim, pelo contrário. Na verdade em muitos casos é a primeira oportunidade que um casal tem de compartilhar um projeto em comum, em que os dois participem de forma integrada. Ok, um relacionamento já é por si só um projeto comum, mas a festa da um toque real e tangível a isso, no qual ambos estão construindo um sonho juntos, com um só objetivo, mas com esforço duplo. Sem dúvida nenhuma, pode e deve unir ainda mais o casal.file3-1

2)  DISTRIBUIÇÃO DE CONVITES

Uma das tarefas mais demoradas é a etapa de entrega dos convites. Claro que isso vai depender do número de convidados e do seu interesse em não despachar tudo pelo Correios, mas independente disso, é um período de agradáveis reencontros e que talvez não aconteceriam sem o casamento. Durante nossa entrega fomos a inúmeras casas de familiares e amigos, tomamos café e cerveja em bares com vários outros, visitamos as tias do interior, os primos afastados, os amigos mais distantes, e o retorno emocional é sempre uma delícia. Aquela energia boa que vale cada km rodado.

mont-2

3)  CHÁS E EVENTOS PRÉ-CASAMENTO

O casamento em si é ótimo, mas é também uma boa desculpa para outros eventos anteriores, como os chás (de panela, de lingerie, chábar, etc). Em nosso caso fizemos um Chárrasco e foi tão bom quanto o casamento, de verdade. Tivemos também o chá de lingerie e outros encontrinhos e todos eles, uma nova reunião de gente que se gosta.

file-1-1

file6

4)  VESTIR-SE DE NOIVOS

Para o homem até não faz taaaanta diferença (apesar de termos boas e diversas opções para os noivos também – talvez valha até um post com dicas), mas para a mulher não há nada igual. Se vestir de branco da cabeça aos pés e se ver no espelho como uma princesa é talvez uma das imagens mais marcantes da sua vida, de uma memória emotiva sem igual.

file105)  FALAR E OUVIR PALAVRAS LINDAS

Tá, você não precisa de um lugar específico para isso, mas durante a cerimônia e a festa é quando são lidas e declamadas aquelas lindas declarações de amor que serão eternizadas em vídeo e na memória. Além disso, o clima love is in the air inspira e ouvir as palavras de seu amor se declarando perante todos é muito emocionante (além de fazer um bem danado pra autoestima).

Leia também Nossos Votos:

Dela para ele

Dele para ela

6) TODAS AS PESSOAS QUE IMPORTAM REUNIDAS

Baile de formatura é legal, mas imagina ter um festão com tudo que você pode querer: música boa, comida gostosa, bebida gelada e nessa festa todos te conhecem e você gosta de todos eles também (ou quase)?! Não parece legal?! Pois é, demais! Da vontade de sair abraçando todo mundo, beber com todo mundo, uma alegria sem fim, dessas que não saem da cabeça tão cedo.

14344787_1742354652696620_3340119307263929137_n7)  MUITO AMOR ENVOLVIDO

Agora retome aquele cenário do item acima. Imagine a nuvem de amor e energia que você recebe em um lugar como esse?! Sinceramente, nós saímos completamente exaustos fisicamente, mas de energia e vibração revigoradas! Te faz querer mais todas aquelas pessoas ao seu lado e isso por si só, já é um presentão.

14741648_1099431623440114_1660266356_n8)  CHUVA DE PRESENTES

Esse, a princípio, não deve ser seu principal objetivo, mas uma consequência boa de organizar uma festa de casamento é o tanto de presentes que você dificilmente ganharia sem ela. Ao final tínhamos um quarto de coisas e créditos que nem tínhamos mais taaaanto o que fazer com eles, o que acaba sendo um grande empurrão pro início da casinha. Além disso, são muitas vezes surpreendentes e aparecem de quem você menos espera.

9) MEMÓRIAS ETERNAS

A gente vive a vida procurando sempre por momentos de alegria e prazer extremos. Porque sabemos que ao final, independente do que você conquistou ou não de material, é isso que ficará, suas memórias de momentos que verdadeiramente valeram a pena serem vividos. Em uma festa de tanta alegria você tem a chance de relembrar por fotos e vídeos cada pedacinho do que rolou e isso é uma alegria que só. Até hoje nós nos pegamos vendo um vídeo ou repassando fotos “daquela noite” e é sempre uma delícia.

file-1-1

10) NENHUM BEM MATERIAL PODERÁ TE OFERECER TANTO

Dependendo da festa ela pode representar em dinheiro o preço de um carro novo, uma entrada ou o apartamento por inteiro e todas essas são coisas muito legais, das quais vivemos a vida procurando alcançar. Mas a verdade é que tudo isso você pode conseguir em qualquer momento – dedicação e esforço à parte. Já essa celebração não, é aquele momento em que você se decidiu unir à pessoa que ama. Uma vez casados ou morando juntos, é pouco provável que vocês se dediquem novamente para planejar uma realização como essa. Além do mais, as emoções proporcionadas por esse dia não tem dinheiro no mundo que pague.

Nossos votos | Dele para ela

14370207_1742354886029930_5461267993249397500_n

“Meu luar.

Em quase todas as culturas que habitaram o planeta a lua sempre teve papel capital. Em muitas ela assumiu identidades divinas. Já foi Isis, já foi Diana, já foi Shiva. Em outras influenciou no momento da caça, da pesca e da plantação. E em quase todas foi e continua sendo nossa principal baliza determinante do tempo –  tempo, esse nosso companheiro de tantos carnavais e de tão lindas memórias.

Seu ciclo, dividido em fases marcam as etapas da vida humana. Mas poderia também marcar a etapa de nossa vida. A Nova, no caso, seria o início. Um pedido de namoro adolescente, 12 anos atrás. Assim como a lua, ela ainda era escura, misteriosa. Como sua face escondida do sol nosso relacionamento era algo que não sabíamos o que seria, desconhecido, sem visão de futuro. Mas para nós bastava. Nosso único compromisso era entre nós mesmos e a felicidade morava logo ali, entre uma e outra rua do Santa Inês, sem cobrança, sem pressão, sem a tão distante vida adulta.

Mas, assim como a face visível da lua, nossas ambições também cresceram. De Nova passou a Crescente. De namorico passou a namoro sério. Novas obrigações e desafios exigiram mais. Mais cuidado, mais presença, mais amor. Namorar deixou de ser nossa única função, mas continuou sendo nossa principal busca por felicidade.

E hoje, como a lua perfeita a iluminar esse céu, chegamos a fase Cheia. Tão mística, tão reveladora e tão fascinante. Hoje, minha lua, nos casamos. Hoje nos abrimos completamente um ao outro, nos desnudamos de qualquer segredo e nos revelamos de corpo e alma. Hoje, todas as crateras são visíveis, sem máscara, sem sombra, e o lado oculto de cada um começa a ser evidente. Mas hoje também é quando começamos a viver a luz em estado pleno e que nos deixa vislumbrar um futuro mais nítido. Um futuro de doação, de amor que se constrói, de respeito absoluto e de confiança inabalável. De união, tão forte como a força das marés. Aliás, que a lua cheia de hoje aja em nossa vida como age no mar que tanto amamos, trazendo ondas de afeto desmedido e levando pra longe as impurezas de um relacionamento destrutivo.

Que possamos viver intensamente essa fase tão esplendorosa da vida. Uma fase cheia de luz e rodeada, como hoje, por pessoas que amamos. E que quando começarmos a viver a fase Minguante, que essa nos traga a serenidade de um amor tranquilo, que encontrou sossego no peito e no coração do outro. Que saibamos que o amor aquece, mas também abranda e também acalma, sem deixar de ser amor.

Hoje, meu chamego, me caso com a minha lua. Ela, sempre um farol natural a orientar os viajantes – já ilumina o meu caminho há 12 anos. Mas dessa noite em diante será pra sempre somente a minha guia, minha companheira de jornada, me afastando da solidão até nas horas mais escuras.

Hoje, encontrei você. E prometo não te deixar ir embora pela manhã quando o sol chegar.

Minha Lu, minha luz, minha lua.

Com amor, Patrick. ”