DESTINO DE FÉRIAS | Ilha Grande

Venho por meio dessa avisar que é oficial: as férias finalmente chegaram! \o/ Depois de mais um semestre daqueles (graças a Deus), é hora de dar uma pausa, relaxar e se preparar para a segunda parte de 2015. E para aproveitar da melhor maneira possível estamos fazendo as malas para um destino que já há algum tempo estávamos doidos pra conhecer: Ilha Grande, no Rio de Janeiro.

roteiro ilha grande

Ilha grande faz parte de Angra dos Reis, costa oeste do Rio de Janeiro. Como o nome já diz, a ilha é realmente enorme, com dezenas de praias e algumas acessadas apenas por trilhas na mata. A curiosidade de lá é que, diferentemente de Ilha Bela (onde fomos e também é lindo) não se pode entrar de carro, tudo por lá é ou a pé ou de barcos/lanchas. Talvez por isso o local seja tão bem preservado, com inúmeras belezas naturais, animais silvestres e águas cristalinas.

ilha grande

É verdade que o start dessa viagem foi dado meio de uma hora pra outra, quando vimos coincidentemente uma matéria no Globo.com falando que a praia de Lopes Mendes, uma das maravilhas da ilha, estava entre as 10 praias mais bonitas do mundo. Com uma fachada dessa, não deu pra resistir. Compramos passagens, reservamos pousada e lá vamos nós.

Mas como todo mundo sabe, a parte boa da viagem começa muito mesmo antes do embarque. O planejamento de onde ficar, o quê visitar, como comer, vestir e se divertir é uma das partes mais legais do roteiro. Por isso, fizemos um guiazinho rápido sobre a ilha e que pretendemos estudar até a próxima semana, que é a data da viagem.

Estamos contando as horas. Em todo o caso, se você tiver ainda alguma dica, sugestão ou informação que acha interessante, compartilhe com a gente. É sempre o máximo saber de pessoas que já conhecem o destino. Na volta, com certeza, vamos ter um post com nossa opinião sobre a ilha e esperamos poder contar muitas coisas boas de lá.

we

 

See you!

Dicas de viagem | Lavras Novas

lavras

Final de semestre é assim: você vai colocando tudo em marcha lenta e fica na expectativa de aproveitar qualquer tempinho disponível para descansar da extenuante primeira metade do ano. E na falta de algo melhor (que começa com e termina com RIAS), um final de semana pode ser a oportunidade perfeita para dar aquela pausa da rotina e fugir para um lugarzinho buscando sossego e tranquilidade. Foi mais ou menos isso que fizemos no último sábado. Na companhia de mais três casais, saímos de BH cedinho pra aproveitar o fim de semana em Lavras Novas, uma cidadezinha a cerca de 120 km de BH, colado em Ouro Preto.

Lavras é conhecida pelas suas lindas paisagens, como os mares de morros, pelas cachoeiras, pela cultura nativa e toda uma atmosfera romântica que invade as ruelas e poucos restaurantes locais (é incrível a quantidade de casais turistando pela cidade). Outra peculiaridade famosa é o frio. E esse último não frustrou nenhuma expectativa. Estava de lascar, com temperaturas entre 7 e 11 graus, com sensação térmica de paleteca esquecida no fundo do congelador. O que foi bom, porque como mineiro já tem a mania de tirar o casaco do guarda-roupa com qualquer “20 graus”, Lavras foi a oportunidade perfeita para as meninas montarem toda aquela produção de inverno europeu que não tem clima para vestir por aqui. Foi um festival de gorro, luvas, jaquetas e cachecóis para todos os lados.

lavras1

Como o frio inviabilizava qualquer chance de curtir as cachoeiras (há controvérsias), o jeito foi aproveitar a área urbana de Lavras. Confesso que esperava mais das opções de entretenimento. Não são muitos os bares e restaurantes que chamam a atenção, aqueles que só pela fachada lhe convidam a entrar. Embora, no domingo foi possível tomarmos uma cerveja na Taberna Casa Antiga, um restaurante temático ao lado da famosa (e ryca) Pousada Carumbé que é show. Se um dia voltarmos, com certeza começaremos o passeio por lá. Em todo o caso, foi possível aproveitarmos um belo fondue de carne e queijo no restaurante Palavras Novas, que além de acessível (a conta com os fondues mais vinhos e outras bebidas ficou em R$ 150 por casal) é bem aconchegante. Curtimos também o restaurante medieval Santo Graal (do Vaxxcão) com boas cervejas artesanais. A decoração e os trajes dos garçons são um detalhe bem-vindo à parte.

Para se hospedar Lavras possui um leque diverso de alternativas. Das mais simples até a top das tops é possível encontrar opções para todos os gostos e bolsos. Nós optamos pela Bem Querer. Definitivamente não era uma pousada chique, mas possuía estacionamento, quartos honestos e um café da manhã ok (que poderia ser melhor). Como ficamos apenas de um dia pro outro e mais na rua do que na pousada, não há o que reclamar e atendeu bem as nossas expectativas em uma acomodação de R$ 180 a diária por casal.

lavras2

Por fim, as companhias merecem um capítulo à parte. Vocês já devem ter percebido que não somos muito de viajar acompanhados. Isso por um motivo simples: nós dois nos bastamos. Não no sentido pretensioso da palavra, mas é incrível como mesmo namorando há 11 anos conseguimos nos divertir tanto juntos, curtindo muito a companhia um do outro. Não existe uma rotina ou um momento entediante preenchido por um silêncio constrangedor, e nunca precisamos de outras pessoas pra extrair boas lembranças dos lugares em que fomos. Mas dessa vez foi divertido curtir a experiência ao lado de bons amigos. Ter outras pessoas com quem conversar, brincar, beber foi uma delícia e trouxe boas energias para o passeio. Se a máxima que diz que “ao viajar entre amigos os laços se apertam ainda mais ou se rompem completamente” é verdade, essa viagem provou que, definitivamente, voltamos ainda mais próximos e é ótimo ter a certeza disso.

lavras3

#FICAADICABH | Pátio Cervejeiro da Backer

ficaadica

 

 

 

 

templo1

Vocês devem ter visto que no último dia 20 foi nosso aniversário de 11 anos de namoro oown ❤️❤️ e, como sempre, mereceu uma comemoração especial. Na verdade, temos um combinado que cada ano é um da dupla a escolher a comemoração, sendo ano par o Patrick e ímpar o meu. Como era minha vez, escolhi de surpresa, pensando nele que ama conhecer todos os tipos de cervejas, o restaurante Templo Cervejeiro da Backer.

Inaugurado há pouco tempo, depois de uma reforma de R$ 6 milhões de reais 😱😱, o lugar tem chamado muita atenção por aqui e não é pra menos. Ele é simplesmente uma cervejaria ao lado de um belíssimo restaurante. Eles também oferecem uma visitação à fábrica – Maternidade Cervejeira, contando a história em um projetor e degustação de várias cervejas, além de um diploma no final (mais ou menos como a Baden Baden faz em sua fábrica em Campos do Jordão). O passeio à parte que não fizemos, (seria melhor durante o dia) custa em média R$ 45,00.

templo2

O restaurante é muito diferenciado. O projeto de design ficou encantador. Posso dizer que foi um dos restaurantes mais bonito que já fui em BH. Infelizmente as fotos não fazem jus ao lugar. Logo na entrada vimos uma fonte e um tapete vermelho estendido. Você tem a opção de ficar nas charmosas varandinhas (onde venta um bocado), mas escolhemos ficar na parte de dentro. Que bom gosto na decoração, fiquei encantada! A música ambiente muito agradável e a iluminação de LED muito original.

Para começar o Patrick escolheu uma régua de cervejas diferentes, ao todo 5 tipos de cervejas artesanais de vários tipos. São copinhos de shot, mas que dá para ter uma boa ideia dos sabores (R$ 12). Para petiscar, pedimos uma porçãozinha de linguiças um pouco apimentadas, com batatas e molhos especiais. Achei um pouco caro para o que foi entregue (R$ 42). Mais tarde pedimos filé ao molho de gorgonzola, acompanhado de deliciosos tipos de pães. Estava muito gostoso e é uma porção bem servida para duas pessoas (R$ 59) (não sei se foi porque já não estávamos com aqueeeela fome). Tomei um suco delicioso de morango em uma garrafinha que deu vontade de trazer pra casa (R$9) e Patrick algumas Backers 600 ml. (R$ 16,00)

templo3

Não pense que é um lugar barato, vi pratos individuais de R$70 reais, mas tem coisas mais em conta também, depende do quanto está disposto a pagar. Achei o preço das bebidas razoável. O lugar compensa cada centavo investido porque simplesmente é uma experiência diferenciada em BH. Para se ter uma ideia, tem até serviço de vigias de carro gratuito!! (sem flanelinha extorsivo😍).

Futuramente queremos voltar para uma visita à fábrica que deve ser incrível.

templo4

 

yukai5

 

 

 

Rua Santa Rita, 220 – Olhos D’Água (Saída para o Rio)

Telefone: 3228-8888

Horário de Funcionamento: Almoço de segunda a domingo, de 11:30h até 15h. Para jantar e happy-hour, das 18h até a 1h.

#FICAADICABH | Delícia de Inhotim

inhotim1

No final de janeiro eu e o Patrick finalmente fomos conhecer o maior Centro de Arte Contemporânea a céu aberto da América Latina, o museu de Inhotim, que fica em Brumadinho (uns 50 km de BH). Como estávamos de pernas pro ar e curtindo as férias, fomos em uma terça-feira, dia em que a entrada era gratuita (hoje esse dia passou para quarta feira).

inhotim2

O dia estava muito muito, muito quente e percebemos que roupas confortáveis são essenciais para aproveitar bem o passeio (vi uma menina de salto que me chocou, mas há gosto pra tudo nesse mundo). O lugar é enorme, tanto que tem opção de pagar uma taxa e pegar carrinhos de golf disponíveis por todo o parque com motoristas. É muita ladeira, um sobe e desce danado, tudo muito distante, embora sempre com atrações e cenários lindos pelo caminho que valem a pena. Em todo o caso, é quase impossível visitar tudo em um só dia.

inhotim3

Há algumas lanchonetes e dois restaurantes no museu, porém estavam tão cheios (férias e entrada gratuita) que decidimos ir embora e comer em outro lugar. Fiquei bastante impressionada com o paisagismo e muito intrigada com a cor da água dos lagos, um tom de verde maravilhoso e incomum. Aliás, o que não falta é variação de tons de verde. Um oásis! O paisagismo é impressionante, tudo muito bem planejado e cuidado.

inhotim4

Vimos várias galerias enquanto conseguimos andar. Inhotim tem galerias de artistas do mundo inteiro e gostei mais da Galeria Adriana Varejão e os quadros de Luiz Zerbini (com muita vida e cores). O Patrick adorou as galerias sonoras, com caixas acústicas de som espalhadas pelo galpão. É lindo mesmo. Mas confesso que algumas atrações eu não achei tão interessante. Existem algumas piscinas espalhadas, para quem quiser levar traje de banho e se refrescar um pouco. Em todas as galerias tem guias que explicam sobre a obra e dão informações gerais sobre o local.

inhotim5

Se você tiver procurando um passeio diferente e interessante para fazer no fim de semana, Inhotim é uma dica excelente. Além de lindo e rico em cultura, é uma oportunidade de valorizarmos algo que é nosso e que trás turistas do mundo inteiro todos os meses do ano.

Aberto: Terça a sexta-feira: 9h30 às 16h30
Sábado, domingo e feriado: 9h30 às 17h30

Ingressos: Terça e quinta-feira: R$ 25,00
Quarta-feira (exceto feriado): entrada gratuita
Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 40,00
Fechado às segundas-feiras.

www.inhotim.org.br

#ficaadicaBH | Viva o carnaval

farm-carnaval-cigana-e-baiana

Quem é de BH sabe que a folia já começou há muito tempo. Já tivemos vários ensaios de bloquinhos lotados, inclusive alguns foram até cancelados devido ao grande número de foliões querendo participar.

Não era tradição, mas de alguns anos para cá a festa foi pegando e ganhando tanta adesão que a cada temporada se torna ainda maior (e melhor).

E para quem vai ficar por aqui ou já quer antecipar a festa, selecionamos alguns locais onde a farra será garantida, com bloquinhos que prometem, além de dicas para se entregar à folia.

5

Dia 08 de fevereiro

BLOCO BUNDEIRANTES
Concentração: a partir das 11h
Praça JK – Av. Bandeirantes – B.Sion

ME BEIJA QUE EU SOU PAGODEIRO
Concentração: a partir das 11h
R. Almirante Tamandaré, 601 – Gutierrez

PERERECA ASSANHADA, ASSANHADA MAS DE FAMÍLIA!! Concentração: a partir das 12h
Praça São Francisco de Assis, 5 – Pampulha

 

Dia 14 de fevereiro

BLOCO DA CALIXTO
Concentração: a partir das 12h
Av. Bernardo Monteiro – esquina com Av. Brasil – Funcionários

DRAGÃO DA VILA SÃO JORGE
Concentração: a partir das 13h
Av. Silva Lobo, 1730 – Grajaú

QUEM NÃO SE COMUNICA, SE TRUMBICA!
Concentração: a partir das 13h
Av. Álvares Cabral, 400 – Lourdes

 

Dia 15 de fevereiro

ORDINÁÁÁÁRIOS
Concentração: a partir das 13h
Av. Pasteur, 10 – Santa Efigênia

BLOCO DO TCHA TCHA TCHA
Concentração: a partir das 15h30
R. Fernandes Tourinho, 317– Savassi

 

Lista Completa aqui!

 

Viva o Carnaval de Bh 2015, evento fechado no Parque das Mangabeiras, que contará com grandes blocos de dentro e fora de Minas Gerais. No dia 1 de fevereiro (domingo – 14h), os blocos Sargento Pimenta (RJ), Carrossel de Emoções (RJ), Baianas Ozadas (MG) e Me Beija Que eu Sou Pagodeiro (MG) levam a folia para o Parque das Mangabeiras (Av. José do Patrocínio Pontes, 580, Mangabeiras). Já no dia 8 de fevereiro (domingo – 14h), será os blocos Frevo do Mundo (PE), com Otto e BNegão, Pra Iá Iá (RJ), Chama o Síndico (MG) e Bloco da Calixto (MG).

 

Algumas dicas para não perder a #zuera

– Vá com roupas leves e confortáveis (meio óbvio, mas já vi meninas num salto que deu até dó).

– Não esqueça de se hidratar pra ressacar não te pegar.

– Cuidado com celulares e carteiras. Na muvuca os furtos se multiplicam.

– Para as meninas, levem sempre papel higiênico no bolso/bolsa porque os banheiros químicos não tem =( além de serem super nojentos.

– Sapatos fechados tipo tênis e sapatilhas são ótimos, já que o chão fica imundo e o pé fica sujo! Evite as rasteirinhas.

 

E vocês, vão passar aonde?

 

P.S.: Se você é o detentor dos créditos de alguma das imagens utilizadas nesse post, entre em contato. Teremos o maior prazer em creditá-las à você.

 

 

 

#FICAADICABH | Restaurante Xapuri

ficaadica

 

 

 

 

 

xa1

 

Quem é de Belo Horizonte provavelmente já ouviu falar do famoso restaurante Xapuri. Ele é conhecido em todo Brasil pela qualidade da comida de fogão à lenha, sendo sempre destino certo de celebridades quando visitam a capital. Localizado na região da Pampulha, o restaurante revolucionou a culinária mineira, oferecendo pratos tradicionais em versões mais leves.

Inaugurado em 1987 e reconhecido pela sua excelência na gastronomia mineira, o restaurante dispõe de um ambiente rústico, aconchegante, rico de flora natural, uma loja de artesanato de todo Brasil, hípica e atrações para as crianças. Os pratos são servidos à la carte e o precinho, naturalmente, não é o mais barato, o que já é de se esperar considerando o reconhecimento da marca Xapuri.

 

xa2

 

Fomos ao restaurante em uma sexta feira com um casal de amigos e escolhemos os dois pratos participantes do Circuito Gastronômico da Pampulha, evento de culinária que rolou até o último dia 23. Provamos como prato da carne de panela e outro da tira de costela. A carne de panela estava irretocável, suculenta e muito bem temperada. Já as tiras estavam um pouco ressecadas. É claro que o tipo da carne é diferente mesmo e talvez tenha sido algo pontual, mas considerando o nível do restaurante esperávamos mais desse prato. Em compensação, a farofa de banana que o acompanhou estava uma delícia!

 

xa3

Fomos numa sexta feira e antes da meia noite o garçom já havia nos perguntado se gostaríamos de pedir algo mais, pois a cozinha estava fechando. Achamos cedo para um fim de semana, mas como a proposta é ser mesmo um restaurante mais familiar, nos convencemos. Acredito que para um almoço de domingo a experiência com o lugar seja ainda mais interessante.

 

10733340_903429446334044_14230029_o

No geral concluímos que o Xapuri é um restaurante que todos os mineiros deveriam conhecer, pois é um expoente nacionalmente reconhecido de nossas tradições. E se você não for de Minas, também não deveria perder a oportunidade de ter uma experiência tão intensa com a cultura local, seja através da culinária, arquitetura, receptividade e atendimento. Talvez não seja esse o restaurante que melhor represente o nosso estilo, mas sem dúvida nenhuma é um passeio que vale a pena.

 

yukai5

 

 

 

R. Mandacarú, 260 – Braúnas, Belo Horizonte

 

#FICAADICABH | Lugares para passar o Reveillon

reveillon

 

É gente, o ano está mesmo acabando… Passou rápido e já chegou a hora de pesquisar os lugares para passar o Reveillon de 2015. Como nem todos vão viajar selecionamos alguns dos melhores lugares para curtir a virada em BH, isso, claro, pra quem procura festa, curtição e está disposto a gastar um pouco mais. Onde pesquisamos afirma que todos os citados ainda estão em 1º lote, por isso, é importante se decidir rápido para poder pegar os melhores preços.

 

reveillon2Programação: Samba de Empório (samba), Denis e Renan (sertanejo), DJ Alex Serra (vários estilos), Fogos de Artifício.

Diferencial: Buffet japonês, boas marcas de bebidas e localização privilegiada com vista para a cidade.

Feminino R$ 190,00
Masculino R$ 230,00

 

reveillon3Programação: Shows com Rick e Ricardo, Sunga de Pano, To de Cara, Banda Puts Grila (Anos 80).

Diferencial: Buffet de pizzas e massas e o preço.

Feminino R$ 160,00
Masculino R$ 190,00

 

reveillon4Programação: Bateria da Quadra Ala Show Cidade Jardim, a Banda Chevette Hacht, Sweet Sound live Vocal (DJane e Live Vocal’s feminino), os sertanejos Yuri Vieira, Henrique & Leo, Danilo Brottrel e os DJ`s Vinícius Amaral, Maurício Maoli e Felipe Campos.

Diferencial: A programação está bem variada e completa.

Feminino R$ 170,00
Masculino R$ 210,00

 

reveillon11Programação: Show do cantor Cristiano Araújo, grupo Bartucada e a banda Sunga de Pano.

Diferencial: Localização próximo à queima de fogos da Lagoa da Pampulha, preços variados para pista, camarote, premium e mesas.

Feminino à partir de R$ 110,00
Masculino à partir de R$ 130,00

 

reveillon6Programação: Shows com Fred & Thiago, Guilherme & Bernardo, Banda Mais 80, Bateria da Quadra Show de Mestre Linguinha, Dj Rodolfo Brito, Vj Erick Muratori.

Diferencial: Muitas bebidas especiais como Vueve Clicquot, Whisky 12 anos Chivas, Energético Red Bull, José Curvo, entre outras.

Feminino à partir de R$ 140,00
Masculino à partir de R$ 170,0

 

reveillon7Programação: Pista Alto Astral: Músicas variadas, incluindo marchinhas de carnaval, samba, MPB e pop dos anos 90 e Pista Good Vibes: Músicas jovens, com funk, house, axé e sertanejo.

P.S.: Ainda não foi divulgado quais serão as bandas.

Diferencial: Show de fogos na virada e champagne Veuve Clicquot nas mesas.

Feminino à partir de R$ 190,00
Masculino à partir de R$ 230,00

 

reveillon1

 

 

E aí, já se decidiu?

 

DICAS DE VIAGEM | Macacos – São Sebastião das Águas Claras

dicas macacos

Sexta feira já é um dia estimulante por natureza. Apenas sua proximidade com o sábado já faz com que a expectativa de sua chegada inunda as horas mais cansativas da semana. E quando se tem um descanso programado que foge à rotina então, é só alegria. Foi assim que nos preparamos na última sexta para nossa fugidinha pra mata. Não chegou a ser uma viaaaagem, mesmo porque Macacos (ou São Sebastião das Águas Claras) fica só a uns 20 minutinhos de BH.  Mas mesmo assim, a possibilidade que o vilarejo oferece de mudar completamente de atmosfera em pouco mais de 20 km é fascinante. É praticamente como entrar em um portal, da metrópole pulsante a mata com grilo cantante na janela em dois palitos. Por essas e outras Macacos  – conhecido por seu ecoturismo e diversas pousadas – sempre estará na listinha de nossos recantos preferidos.

Mas o passeio não é apenas o passeio e sim sua expectativa e planejamento. Escolhemos cuidadosamente nossa pousada, e fiz questão de uma que tivesse varanda bem localizada entre as arvores, totalmente no meio do mato. Isso não era difícil (já que a cidade tem apenas uma rua principal que a corta), mas quando soubemos que além da varanda tinha também uma redinha de frente pra lua, tivemos a certeza: era essa. Reservamos, preparamos a mochila (a minha, a da Lu era uma senhora mala que ocupou 50% do bagageiro do carro), passamos no nosso supermercado favorito para comprarmos uns beliscos e partimos.

dicas macacos1

Antes mesmo de terminar 1/4 da playlist, chegamos. Como tínhamos comprado temakis, sushis, cervejas e sucos para uma família de 6 pessoas, fizemos uma noite japa e curtimos a sexta mais relax do ano conversando, namorando e ouvindo os sons das rajadas de vento que passavam pelas árvores, indicando forte chuva no dia seguinte. No sábado, contrariando a expectativa de 10 entre 10 aplicativos clima/tempo, abriu um belo dum sol, mais radiante do que quente e que permitiu que passássemos boa parte do dia na área da piscina aquecida, saindo só depois dos dedinhos já totalmente enrugados. Que delícia de sábado! 

A noite foi de música, em um bar/restaurante que descobrimos chamado Planeta Macacos. Com decoração intimista, iluminada por pendentes e arandelas, além de uma linda jabuticabeira um menu de pizza gourmet e uma bandinha tocando Red Hot a noite passou breve, leve e suave. Jantamos um Calzone de Filet Mignon com gorgonzola e cogumelos, além de caldos de feijão. Valeu a pedida.

dicas macacos2

No domingo, dia da volta, a programação foi a mesma, dessa vez fechando num almoço charmosíssimo no também a nós desconhecido Café Cultura Bar – espaço de gastronomia, arte e cultura localizado bem no centrinho de Macacos.

dicas macacos7

Criado para comercializar alguns produtos do Instituto Kairós o lugar é acanhado, mas tão aconchegante que é impossível ignorar. Pães quentinhos saídos do forno, Picanha desfiada no azeite (com um nome mais sofisticado do que esse, mas que esqueci) e Escondidinho de Carne Seca no final.

dicas macacos4

Foi breve e foi pouco. Mas foi tão gostoso que só de lembrar da vontade de voltar.

 

P.S.: Luanna, eu estava de biquini tomara-que caia, tá? rsrs (Assinado Luiza)

 

#ficaadicaBH | Itatiaia Rádio Bar

ficaadica

 

 

 

 

 

itatiaia1

Domingo desses tiramos a tarde de sol para finalmente conhecer o lugar que provavelmente é um dos pontos mais badalados de BH nos últimos meses: o Itatiaia Rádio Bar. Com uma estrutura interessante, a casa tem 2 andares e conta com um imenso telão de mais de 4 metros que transmite jogos, além de diversas TVs espalhadas por todo o ambiente. Aliás, apesar de tocar outros ritmos, em som mecânico ou banda, a casa respira futebol e isso fica evidente ao perceber a decoração.

O público do bar é eminentemente jovem, que são motivados por uma atmosfera descontraída (varanda/deck, música de fundo e estrutura arejada – a boa receita dos bares da capital) de azaração regada a bons e gelados chopps.

Localizado em zona nobre e já tradicional do entretenimento de BH, rua Pium-í, Anchieta, o bar nos surpreendeu positivamente em relação ao preço e atendimento. Pedimos uma porção de Isca de Tilápia à Dore (bem servida para 2 pessoas), com 3 caipirinhas e alguns chopps (perdi a conta) e o preço não chegou a R$ 100. Considerando o custo de saídas do mesmo nível na cidade e pelo consumo, imaginamos que ficaria mais caro. Além disso, tudo de muita qualidade e saboroso (a isca de tilápia é uma baita dica. Deliciosa e sequinha. O atendimento foi cortez, mas como estava lotado, às vezes demorava.

Além da Tilápia, outros pratos como a costela suína com batata frita e molho barbecue (R$ 58,90, 500 gramas) e a porção de manjubinhas fritas (R$ 24,90) são especialidades da casa. O chopp carioquinha 300 ml era 5 e uns quebrados, a caipirinha era menos de R$ 9.

 

itatiaia2

 

Ambiente legal, música, comidas gostosas, atendimento ok, ambiente agradável, telões para jogos, varanda externa e segundo andar.

 

itatiaia3

 

Delícia de Isca de Tilápia à Dore, caipirinha e chopp carioquinha.

 

itatiaia4

 

 

yukai5

 

 

 

Rua Pium-í, 620, Anchieta, ☎ 2551-4844

 

 

 

 

#ficaadicaBH – No Arco da Lapa

ficaadicabh

 

 

 

3

Na última semana estivemos na Chopperia No Arco da Lapa, um restaurante que é sempre uma boa pedida para um chope gelado com os amigos, um passeio tranquilo com a namorada ou comemoração de aniversário com a galera. Embora o local tenha outros atrativos, um dos principais que sempre reparamos é a estrutura. O espaço físico é muito bonito e bem dividido e o clima lembra a descontração e a boemia da Lapa Carioca, com a associação da decoração da casa nas varandas, nos arcos e nas pedras portuguesas das calçadas cariocas.

2

Outro ponto favorável e que se espera de todo restaurante do nível é a boa culinária e a versatilidade de opções. Lá, se você quiser uma porção específica, você poderá escolher entre o bolinho de feijoada (R$ 23,90), o jabá de carne de sol (R$ 26,90), o fillet mignon com fritas (nossa escolha, por R$ 29,90) ou várias outras alternativas no cardápio. Caso queira beliscar, tem a opção de ir até o bufê de comida de boteco e escolher um pouco de cada. Nesse caso, pague no quilo – R$ 5,99 por 100 gramas (linguicinha de vitelo e torresmos de barriga que enchem os olhos). As porções são tímidas, mas honestas e muito saborosas.

4

Entre as bebidas, há drinks, sucos, cervejas e chopes. Aliás, me apaixonei pelo Ferrugem, um chope Brahma com pilsen claro em baixo e bebida escura em cima. O creme escuro vai descendo e dá um toque sensacional ao chope. Vale experimentar. O preço é R$ 6,30 cada.

Por fim, aos fins de semana ainda rola música ao vivo, o que pelo menos para nós, vale cada centavo de couvert. Afinal, não se compara com som mecânico e deixa a atmosfera ainda mais agradável. Vale a pena conferir.

5

 

yukai5

 

 

Endereço:Rua Professor Estevão Pinto, 1290
Bairro:Serra
Telefone:3324-5554
Lugares:250
Horário:11h/1h (dom. a ter. até 15h)