RELATO DE VIAGEM | Barcelona

Saindo de Lisboa e seus tesouros da coroa, partimos para uma das cidades mais badaladas da Europa. Barcelona é um universo de cores, sabores e humores variados que se misturam e dão forma a um dos espaços mais cosmopolitas do mundo e que nos reservou diferentes sensações.

Por ela:

Barcelona é uma cidade incrível! Muito cosmopolita, turistas de vários países, muitos jovens nas ruas e agitação.
Com o passar dos dias fomos conhecendo partes da cidade muito diferentes, que nem pareciam ser a mesma cidade. O antigo e o novo se misturam em uma combinação fascinante. O bairro gótico, o mais antigo da cidade, parece ter saído dos contos de fadas. Medieval com ar bucólico, tem lojinhas e igrejas antigas, além de um pedaço da antiga muralha que circundava a cidade no passado.
Os monumentos estão por todas as partes da cidade, além do modernismo de Gaudí que domina boa parte de Barcelona, igrejas, catedrais e antigos prédios encantam.
Na maior parte dos pontos turísticos se chega de metrô e aqui, como Lisboa, é um meio de transporte fácil de entender e muito útil. Por isso, em ambas a cidade, sugerimos ficar próximo de uma estação, mesmo que mais afastado do centro, pois esse problema seria facilmente contornado.
A culinária é bem diferente, os famosos tapas (petiscos diferentes) estão por toda parte, assim como os frutos do mar. Nos forçamos a comer diferentes mariscos e tivemos ótimas surpresas!
Barcelona é uma cidade mais cara do que Lisboa, então é preciso se planejar melhor. Compramos alguns ingressos online (Sagrada Família, Park Guell e Casa Batló) para não perder também tempo na fila e foi muito eficiente.
E para deixar ainda mais interessante resolvemos ir ao Vale de Núria, 3h de trem da cidade. Lá funciona uma estação de esqui em um vale maravilhoso, com um lago congelado e uma paisagem de tirar o fôlego. A sensação de estar na neve chega a ser emocionante. Uma experiência inesquecível e já deixou muita saudade.

 

Por ele:

Cara, o que falar sobre Barcelona? Na verdade, tudo que eu disser sobre Barcelona será pouco. A pérola catalã é uma cidade que deve ser sentida. É um lugar que pulsa energia de pessoas vindas das partes mais diferentes do mundo. Como megalópole que é, representa a multicultura, com ares distintos dentro do mesmo espaço. Diferentemente de Lisboa, que tem toda uma característica bucólica e intimista, Barcelona são várias cidades dentro de uma só. Tem o ar praiano de La Barceloneta, a viagem ao mundo medieval do bairro Gótico, com suas ruelas esmagadas por cortiços, cafés, lojinhas e igrejas, a modernidade e nobreza da Passeig de Gràcia  e da Plaça de Catalunya, o charme das Las Ramblas, enfim. É incrível a quantidade de opções de entretenimento que todo o complexo esbanja. Há sempre muitas coisas para fazer e 6 dias foram bons, mas poderiam ter sido mais, por isso, uma dica, não deixe apenas 2 ou 3 dias para desfrutar na cidade. Para um amante de futebol e design como eu, visitar o Camp Nou, palco do maior time do mundo e as obras de Gaudí, grande arquiteto modernista como Casa Bartló e Parque Guell, foi um deleite. Um sonho realizado, mas que espero que possa se realizar mais vezes ao longo da vida.

Relato de viagem | Lisboa

No final do ano passado tivemos a oportunidade de conhecer dois lindos lugares que já estavam em nosso roteiro faz tempo: Lisboa e Barcelona. E pra não deixar passar batido, vamos dividir em dois posts o que nós achamos das duas cidades. Não é nossa pretensão falar aqui sobre os pontos ou dicas de cada uma, já que isso você acharia facilmente em blogs e veículos especializados em viagens, e cujos quais usamos bastante. Mas apenas um relato do que foram Lisboa e Barcelona na visão DELA e na visão DELE. Já adianto: 1) a cidade preferida de cada um foi diferente. 2) Está planejando uma viagem à Europa? Não pule Lisboa. Seria um grande pecado. Venha ler porquê.

 

Lisboa por ela

A primeira impressão foi um UAU! Tudo nessa cidade é grande, tem história, detalhes cuidadosos e preparada para o turista.

A facilidade do idioma de cara já deixa tudo mais familiar. A comida é próxima do que gostamos então foi delicioso experimentar sempre que podíamos um prato novo de bacalhau, doces típicos feitos de nata, vinhos portugueses excelentes… Ah os vinhos! Estes foram um capítulo à parte da viagem, pois queríamos trazer tantos, mas tantos para casa que tivemos problemas com o excesso de bagagem.

Utilizamos muito os meios de transporte público como ônibus, trens e metrôs subterrâneos. É muito fácil entender como funciona o eficiente e onipresente sistema de metrô, com ele era possível chegar em praticamente todos os principais pontos turísticos da cidade em pouco tempo e gastando muito pouco.

Conhecemos os principais pontos turísticos da cidade como o Mosteiro dos Jerônimos, os famosos Pastéis de Belém, Castelo de São Jorge, a Praça do Comércio, o lindo Oceanário de Lisboa, além de fazer dois bate-volta incríveis para Sintra e Óbidos.

Lisboa, assim como suas localidades próximas, é uma cidade limpa, organizada, barata e maravilhosa com suas belas ladeiras cheias de histórias.

 

Lisboa por ele

Quando planejamos a viagem o meu foco principal era conhecer Barcelona. Linda, cosmopolita e pulsante, a cidade espanhola sempre esteve em meus sonhos. Mas ao chegar a Lisboa percebi a injustiça de não ter sonhado com a capital portuguesa também. Absolutamente surpreendente, com suas ruelas estreitas em calçamento, subidas e descidas com uma vista mais linda do que a outra, bondinhos, tuk-tuks e restaurantes com apenas 5 ou 6 mesas extremamente aconchegantes. Lisboa é, diferente de outras metrópoles globais, intimista e encantadora e de longe a cidade mais charmosa que já conheci.

Há ainda o contraste entre a atmosfera sedutora pelos detalhes e a grandiosidade de obras que refletem a nobreza de uma nação que foi centro do mundo por quase dois séculos, no qual seus castelos, palácios e monumentos enfeitam diferentes cantos da cidade e das zonas vizinhas. É possível perceber a nobreza e a elegância de uma forte senhora, que já desfrutou dos maiores sucessos em seus tempos de glória. Lisboa é ainda um museu a céu aberto, repleta de história e de nossa história, e que nos faz sentir, ao final, também um pouco lisboeta.

Em breve um novo relato sobre nossas impressões de Barça!