MODA MASCULINA | Inverno para eles

invernomasc

Comentamos aqui no post de nossa ida à Lavras Novas (naquele frio de lascar) sobre a oportunidade perfeita para a mulherada usar e abusar dos trench coats, cachecóis e todo o aparato que o nosso frio tropical nem sempre permite. Mas se as mulheres ficam lindas e charmosíssimas com as roupas de inverno, há também peças que vestem bem o público masculino no frio, conjugando elegância, estilo e conforto. Duvida? Então se aprochegue.

 

invernomasc2

O cardigã é uma das peças que mais gosto, embora concorde que ele realmente divida opiniões. Já ouvi muito amigo falando que não usaria, principalmente pra dar aquela sacaneada básica em quem está usando. Tremenda bobagem. Talvez eles pensem assim por ser uma peça muito usada pelo público feminino, o que definitivamente não é um problema, afinal, rotineiramente usamos peças unissex.

Pois bem, voltando ao que importa, um dos principais diferenciais do modelo é sua versatilidade, o que é ótimo para o guarda-roupas masculino, uma vez que não dispomos de tantas peças como as garotas. É importante saber combinar e o cardigã permite isso, podendo ser usado tanto com camisa social, gravata ou camiseta básica por baixo, até jaquetas ou blazers por cima. Ou seja, vai de uma situação mais informal até a mais formal ou do frio de doer até um clima de temperatura média menos ensolarado.

Para não errar, sugiro ter uma cor neutra, do tipo preto ou azul marinho. É fácil variar e combinar com as outras peças.

 

invernomascm

Já o suéter não tem questionamento. É peça básica que não pode faltar como opção para o homem em dias frios. Também pode ser usado em diferentes combinações, seja sobre uma camisa lisa gola careca ou camisas sociais. Nesse caso, inclusive, uma opção muito na moda há algum tempo é apostar em suéteres de gola em V. Esse modelo com camisas sociais com o último botão desabotoado não tem erro.

Novamente, cores mais neutras são garantia de acerto para os mais tradicionais. Porém, é bem possível arriscar o suéter com listas ou em estampa de losango.

 

invernomascn

Uma das coisas que mais gosto no blazer é sua capacidade de transformar totalmente um look, deixando até uma combinação mais básica com um visual mais moderno e descolado. Naturalmente, não estamos falando do terno e seu conjunto calça, camisa social e gravata. O lance aqui é uma proposta mais urbana, onde o blazer entra como um protetor do frio, mas que pode ser usado em qualquer situação, como para trabalhar durante o dia ou sair a noite. Para ambos os casos, fica ótimo com calça jeans e tênis, ou sapatos esportivos. Se com camisa social por fora da calça ou camiseta lisa fica a gosto do freguês. Ambas são ótimas opções.

 

Créditos fotos Patrick: Bruno Silva Fotografia

MODA FEMININA | A tal da bota over the knee

bota over the knee1

O friozinho parece que chegou para ficar \0/! Esta é a época do ano que mais gosto. Além de ser ótima pra namorar, as produções ficam mais chiques e elegantes, podendo explorar todas aquelas combinações lindas que o clima tropical quase não permite. Esse período é também o ideal para colocar em prática um modelo de bota que estou namorando desde o ano passado: a bota over the knee (acima do joelho). Por isso, hoje vou dar dicas de como usar e onde comprar alguns modelos dessa lindeza.

Para quem tem dúvida, todo mundo pode usar, a questão é escolher um modelo que mais se adapte ao seu tipo de corpo e verificar na frente do espelho o restante da harmonia do look.

Essa bota é muito versátil. Você pode usá-la com shorts, saias, vestidos, leggings, calças jeans e isso é o mais democrático dela. Tem com salto, sem salto, várias cores e vários tipos de modelos.

bota over the knee3

 

bota over the knee4

 

bota over the knee6

 

bota over the knee9

Produzir.me | Luise Bosquê

Acho que depois desse post vai ser difícil resistir. Só preciso escolher o modelo!

Veja abaixo onde comprar e quanto custa em média:

bota over the knee

1 – Via Marte | 2 – Taquilla | 3 – Schutz | 4- FiveBlu | 5- Desmond | 6- Dakota | 7- Dakota | 8- Via Marte

 

E aí, o que achou? Você já tem a sua?