DICAS DE VIAGEM | Macacos – São Sebastião das Águas Claras

dicas macacos

Sexta feira já é um dia estimulante por natureza. Apenas sua proximidade com o sábado já faz com que a expectativa de sua chegada inunda as horas mais cansativas da semana. E quando se tem um descanso programado que foge à rotina então, é só alegria. Foi assim que nos preparamos na última sexta para nossa fugidinha pra mata. Não chegou a ser uma viaaaagem, mesmo porque Macacos (ou São Sebastião das Águas Claras) fica só a uns 20 minutinhos de BH.  Mas mesmo assim, a possibilidade que o vilarejo oferece de mudar completamente de atmosfera em pouco mais de 20 km é fascinante. É praticamente como entrar em um portal, da metrópole pulsante a mata com grilo cantante na janela em dois palitos. Por essas e outras Macacos  – conhecido por seu ecoturismo e diversas pousadas – sempre estará na listinha de nossos recantos preferidos.

Mas o passeio não é apenas o passeio e sim sua expectativa e planejamento. Escolhemos cuidadosamente nossa pousada, e fiz questão de uma que tivesse varanda bem localizada entre as arvores, totalmente no meio do mato. Isso não era difícil (já que a cidade tem apenas uma rua principal que a corta), mas quando soubemos que além da varanda tinha também uma redinha de frente pra lua, tivemos a certeza: era essa. Reservamos, preparamos a mochila (a minha, a da Lu era uma senhora mala que ocupou 50% do bagageiro do carro), passamos no nosso supermercado favorito para comprarmos uns beliscos e partimos.

dicas macacos1

Antes mesmo de terminar 1/4 da playlist, chegamos. Como tínhamos comprado temakis, sushis, cervejas e sucos para uma família de 6 pessoas, fizemos uma noite japa e curtimos a sexta mais relax do ano conversando, namorando e ouvindo os sons das rajadas de vento que passavam pelas árvores, indicando forte chuva no dia seguinte. No sábado, contrariando a expectativa de 10 entre 10 aplicativos clima/tempo, abriu um belo dum sol, mais radiante do que quente e que permitiu que passássemos boa parte do dia na área da piscina aquecida, saindo só depois dos dedinhos já totalmente enrugados. Que delícia de sábado! 

A noite foi de música, em um bar/restaurante que descobrimos chamado Planeta Macacos. Com decoração intimista, iluminada por pendentes e arandelas, além de uma linda jabuticabeira um menu de pizza gourmet e uma bandinha tocando Red Hot a noite passou breve, leve e suave. Jantamos um Calzone de Filet Mignon com gorgonzola e cogumelos, além de caldos de feijão. Valeu a pedida.

dicas macacos2

No domingo, dia da volta, a programação foi a mesma, dessa vez fechando num almoço charmosíssimo no também a nós desconhecido Café Cultura Bar – espaço de gastronomia, arte e cultura localizado bem no centrinho de Macacos.

dicas macacos7

Criado para comercializar alguns produtos do Instituto Kairós o lugar é acanhado, mas tão aconchegante que é impossível ignorar. Pães quentinhos saídos do forno, Picanha desfiada no azeite (com um nome mais sofisticado do que esse, mas que esqueci) e Escondidinho de Carne Seca no final.

dicas macacos4

Foi breve e foi pouco. Mas foi tão gostoso que só de lembrar da vontade de voltar.

 

P.S.: Luanna, eu estava de biquini tomara-que caia, tá? rsrs (Assinado Luiza)